Category

Liderança

2020, o ano da autoliderança

By | Liderança | No Comments

Parece que pouca gente se deu conta, mas acabaram de começar os anos 20 do século 21. Mais do que uma virada de ano, a gente está muito próximo do que poderíamos chamar de uma mudança de era. Sim, basta olharmos em volta.

No momento em que escrevo esse texto, estou na mesa de trabalho de um flat em São Paulo, acabei de voltar do café da manhã. Como recentemente venho praticando o hábito de não mexer no celular enquanto como, estando mais presente no momento de me alimentar, acabo percebendo com mais facilidade o que está acontecendo ao meu redor. Mais uma vez, percebi nessa manhã pessoas que cada vez mais comem apressadas, engolindo pedaços de comida sem mastigar. Parte das pessoas estava de fone de ouvido, outra parte estava com uma mão segurando uma xícara cheia de café e a outra tocando a tela do smartphone. Contei apenas 2 sorrisos no tempo em que fiquei lá, um inclusive foi de um cara que sentou na mesa errada, eu também me diverti com isso. Mesmo sendo compreensivo com as razões de cada um para fazer as coisas da forma como faz, fiquei me perguntando: nosso bem-estar também está progredindo?

Observando as pessoas ao meu redor, me parece que sim, mas ainda são poucos aqueles que estão aliando as transformações do mundo com seu próprio bem-estar, produtividade (aqui no amplo entendimento da palavra) e qualidade de vida. Eu me incluo nessa provocação, pois vira e mexe também me pego nos automatismos e correrias por propósitos questionáveis.

Isso que estava acontecendo no café da manhã é apenas um dos sinais de que parece estarmos num momento crítico da história da humanidade. Um momento em que o convite principal é de continuarmos atuando nesse “filme” maravilhoso e recheado de inovações, tentações e possibilidades.
Tendo isso em mente e considerando todas as oportunidades que o ano de 2020 pode estar trazendo, nos deparamos enfim com uma oportunidade única. Mas, pelo que temos visto nessas andanças, para surfar de fato essa onda de mudanças, e não ser apenas engolido por ela, precisamos de algumas novas habilidades.

Por onde começar?

Um dos hábitos que tenho buscado entender e praticar é o do silenciar. Nos últimos tempos, tive a oportunidade de encontrar algumas pessoas que dedicam uma parte do seu tempo para aquietar a agitação do corpo e da mente de forma regular. Qual o efeito disso? O que poderíamos chamar de: “uma nova forma de enxergar as mesmas coisas”. Uma sabedoria que parece brotar desse tranquilizar da mente. Para citar algumas dessas pessoas: Monja Cohen, Yuval Harari, Lama Santem, Allan Wallace, Mattieu Ricard, Eckhart Tolle, entre tantas outras. A nossa busca crescente por ouvir o que essas pessoas têm a dizer é também um sinal de que há um outro convite acontecendo, menos frenético e mais silencioso. Um convite para olhar para dentro, se conhecer e se liderar melhor.

“Por alguns momentos, seja consciente do seu potencial de mudança. Qualquer que seja a sua situação presente, evolução e transformação são sempre possíveis. Pelo menos, você pode mudar a forma como você vê as coisas, e então, gradualmente, também o seu jeito de ser.” Mattieu Ricard

A forma como o autor explica o potencial de mudança na frase acima nos convida a rever aquilo que estamos tentando mudar, o objeto foco do nosso esforço. Ou seja, a mais importante de todas as lideranças é a que exercemos sobre nós mesmos. É a que nos manterá com a lucidez necessária para navegar melhor nesse mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) e compreender que infinitas oportunidades estão diante de nós. Sim, sou dos que acreditam que 2020 tem tudo para ser um ano de grandes realizações para muitos de nós.

Autoliderança, um caminho para ser mais você mesm@

Para despertar e lapidar essa nova visão necessária para o momento que vivemos no mundo hoje, precisamos primeiro ser capazes de liderarmos a nós mesmos.

O autor do livro Self Leadership, Andrew Bryant, nos ajuda a entender autoliderança como sendo a prática de influenciar intencionalmente seus pensamentos, sentimentos e ações na direção de seu (s) objetivos (s).
Esse talvez seja o grande convite para a era que se inicia agora, quando começamos a contar os anos com 202_: desenvolva e pratique sua autoliderança. Na realidade, se olharmos com atenção, nenhuma novidade em relação ao que os grandes profetas e pensadores vêm nos apontando como caminho em toda a história, mas agora, mais importante do que nunca, quase uma questão se sobrevivência do indivíduo. Ficar com a consciência à deriva no mundo de hoje pode ser como virar um personagem do filme Matrix.

Meu compromisso? Vou procurar publicar mais, mas com mais consciência, na proporção em que eu conseguir desenvolvê-la.

Um excelente 2020 para você e sucesso com suas novas decisões.

Daniel Spinelli

@daniel.spinelli
AN