6 dicas de como AUMENTAR a sua ansiedade e MATAR a sua produtividade

ansiedade

Trabalhar, ser produtivo, ganhar dinheiro e ter qualidade de vida. São alguns dos objetivos que buscamos em meio às rotinas malucas do dia-a-dia. Mas atropelar processos sem a consciência de que muitos desses esforços diários são prejudiciais para a nossa mente pode trazer consequências. Diversas questões que estão direta ou indiretamente ligadas à saúde mental têm sido cada vez mais discutidas, principalmente após o período da quarentena.

O anseio pela produtividade, por exemplo, é um desejo que se intensificou nesse período. Por isso, agimos de forma a otimizar o tempo, executando mais de uma tarefa simultaneamente, ou agilizando tarefas antes do horário estipulado. Porém, é muito fácil confundir tais ações por conta de uma falsa sensação de eficiência. Algumas dessas atitudes podem, inclusive, causar o efeito oposto. Pensando em criar mais consciência sobre nossas atitudes do dia-a-dia, separamos 6 dicas do que pode estar aumentando sua ansiedade e matando sua produtividade.

1. Primeira coisa ao acordar: checar suas mensagens

Ao acordar, nosso cérebro está começando a se preparar para o dia. Mexer no celular para conferir e-mails, mensagens e redes sociais, logo pela manhã, antecipa esse processo. Enquanto ainda estamos despertando a mente, acabamos gerando um esforço extra e criando necessidades excessivas de funcionamento do cérebro, aumentando a ansiedade.

Para evitar que o dia já comece acelerado sem necessidade é importante destinar um tempo para os cuidados pessoais pela manhã, como por exemplo se alongar, meditar e se hidratar, antes de mergulhar no mundo digital.

2. Faça suas refeições olhando o celular

Por conta de uma falsa sensação de produtividade que temos ao executar mais de uma tarefa ao mesmo tempo, muitas vezes acreditamos estar ganhando tempo com determinadas práticas. Mas, na verdade, na maioria das vezes isso é uma ilusão.

 

Especialmente na hora das refeições, quando distraímos o cérebro de se concentrar em receber o alimento e executar as funções necessárias para o bom desenvolvimento do corpo. Se ficamos olhando o celular, passamos uma mensagem para nossa mente: “Não tenho tempo nem para me cuidar” e acabamos apenas reforçando o condicionamento mental de hiperatividade e dificuldade de pausar.

Outra consequência é que acabamos comendo mais do que o necessário ou de forma inapropriada, pois o foco está direcionado para outra atividade: o uso do celular.

A sugestão é desativar as notificações e virar a tela do celular para baixo enquanto se alimenta. E aproveite sua refeição!

3. Tome café e/ou energético o dia todo

Consumir bebidas e alimentos que estimulem o cérebro a funcionar de forma constante e acelerada é uma prática muito comum. Mas que a cafeína é inimiga da ansiedade a gente já sabe. O café e o energético em excesso, ou consumidos em horários inadequados, podem causar inúmeros distúrbios ao longo do tempo, como insônia, alteração dos batimentos cardíacos, irritabilidade, agitação etc. Todos esses fatores, por sua vez, só dificultam a concentração e o foco, diminuindo ainda mais a sua produtividade. Atrelar rendimento à saúde é a melhor forma de conseguir produzir e passar um dia mais proveitoso e com qualidade.

Aqui o importante é investir em autoconhecimento e autocontrole. A diferença entre o remédio e o veneno está na dose e na frequência. Cuide-se e traga mais consciência para a sua ingestão de estimulantes.

4. Assista ou leia notícias antes de dormir

Quanto mais estímulos dermos ao cérebro antes de descansar, mais demorado e difícil é o processo de relaxamento da mente. A grande quantidade de consumo de informações e execução de atividades diárias normalmente nos traz exaustão física e mental, pois o nosso foco está direcionado ao externo. É normal que as preocupações possam aparecer na hora de dormir, pois esse é um momento de pausa, em que há tempo de fazer reflexões sobre o dia e a vida em geral. Por isso é importante que não haja estímulos mentais que causam agitação nos instantes que antecedem o sono. Dessa forma, há um intervalo maior de repouso para colocar as ideias no lugar.

Revisite a sua crença sobre a importância do sono e invista um tempo se preparando adequadamente para essa atividade tão importante.

5 – Abra todas as suas pendências em diferentes abas do seu computador

Por conta da falsa ilusão de produtividade, queremos cada vez mais otimizar o tempo, deixando à mão todos os recursos que podem, teoricamente, agilizar as tarefas diárias. Ao se deparar com uma quantidade excessiva de informações e trocando rapidamente o foco  das atividades, o cérebro não executa nenhuma das funções por completo, pois não consegue ter tempo de concentração. Abrir diversas abas no computador, com assuntos e categorias distintas, gerar pequenas necessidades em grande quantidade alimenta a ansiedade, pois não é possível concluir todas no mesmo intervalo de tempo.

Aqui a sugestão é refletir sobre a máxima de que menos é mais. Como nos disse Albert Einstein, uma das pessoas mais produtivas da história: “No meio da confusão, encontre a simplicidade.”

6 – Cultive seus problemas de forma repetitiva na sua mente

Em razão desse condicionamento de uma mente excessivamente agitada, acabamos tratando determinado problema de forma cíclica, sem chegar a uma resolução. Repetir insistentemente a questão em nossa mente faz com que o cérebro produza mais uma ocupação.

Dessa forma, esgotamos a energia que normalmente utilizaríamos para resolver nossas pendências. O exercício importante para não gerar mais contratempos é observar com calma seus pensamentos e aprender a liberar a mente quando estiver aprisionada demais em uma solução. Se o problema for real, dedique um tempo para escrever a respeito e trazer as questões necessárias.  Assim, diminuímos a probabilidade de dar uma proporção e atenção maiores para o problema do que ele merece.

Dedicando boa parte do meu tempo nos últimos 10 anos à meditação e práticas contemplativas, comecei a notar que, sem perceber, acabamos escolhendo caminhos contrários ao que de fato buscamos.  Quanto mais me aprofundo no assunto, mais eu vejo que criamos hábitos opostos a esses objetivos de vida. Para manter a mente tranquila, ter uma produtividade consciente, maior criatividade, saúde e longevidade, precisamos recriar nossas rotinas e agir com mais propriedade sobre nossas atitudes.

 

E aí, vamos dar mais atenção a esses pontos?

Compartilhar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Categorias
MAIS POSTS
Abrir Chat